Bernafon 
LIGUE AGORA E TIRE SUAS DÚVIDAS
(62) 3092-4306
NOTÍCIAS
Perda auditiva, a curto prazo, um mecanismo de proteção!


Após excessiva exposição a ruídos uma perda auditiva, a curto prazo, é uma maneira do corpo se auto proteger e lidar com ruídos altos, segundo pesquisa.

A pesquisa revelou um mecanismo de adaptação que permite a cóclea atuar normalmente quando é exposta a ruídos fortes.

Medidas de adaptação
O professor e líder da pesquisa, Gary Housley, da University of New South Wales e seus colegas de pesquisa da University of Auckland e da University of California descobriram que as células, na cóclea, liberam um hormônio conhecido como ATP,que aumenta o nível do som.  E isso causa, por sua vez, uma redução temporária na sensibilidade auditiva.

"Isso deve ser a explicação porque perdemos nossa audição durante horas ou dias, após termos sido expostos a show de rock ou ter ouvido música alta nos nossos aparelhos de som," afirma Housley.

"Nossa pesquisa revela que o ouvido pode se adaptar a níveis altos de  ruídos e, no entanto, continuar funcionando. Mas há uma "pegadinha" aí, uma vez que nossa audição se ajusta, nós achamos que o som tem um volume mais baixo que ele tem no momento e  facilmente podemos exceder a capacidade do ouvido," declara Housley.

Proteção em pequenas doses
Apesar do que foi dito, os pesquisadores advertem que o mecanismo de defesa  não protege contra a  exposição permanente de alta frequência de ruídos.

"Pode-se comparar a exposição do sol, não se trata de exposição leves, mas são as  fortes  que podem causar problemas sérios anos depois," explica Housley.

Os pesquisadores esperam que os resultados possam ajudá-los a encontrar novas maneiras de melhorar a proteção do ouvido contra ruídos e ambientes barulhentos.

A pesquisa foi publicada na revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS).

Fonte:www.sciencedaily.com andwww.theaustralian.com.au