Bernafon 
LIGUE AGORA E TIRE SUAS DÚVIDAS
(62) 3092-4306
NOTÍCIAS
Pessoas com deficiência auditiva são menos ativas socialmente.


Pessoas idosas, que sofrem com problemas auditivos, experimentam também dificuldades em participar de atividades e eventos sociais. Isso foi revelado num estudo feito pela Finnish que mostrou a correlação entre deficiência auditiva e o nível de atividades sociais de pessoas idosas.

Os estudos mostram que pessoas idosas, com deficiência auditiva, se envolvem menos em atividades com amigos do que pessoas sem problemas auditivos. O motivo é que atividades em grupo são mais desafiadoras para pessoas com problemas auditivos pelo fato de ser mais difícil conversar em ambientes ruidosos.

Quando as pessoas idosas interagem menos em ambientes sociais, certamente afetará a qualidade de vida delas, segundo o estudo. As pessoas idosas declararam que por conta do problema auditivo que enfrentam elas não são capazes de viver da maneira como gostariam.

Deficiência auditiva usa outros sentidos
Em um dos estudos realizados pelo Finnish, foram entrevistadas 848 pessoas na idade 75 a 90 anos e cerca da metade dessas pessoas relataram algumas dificuldades quado conversam com outras pessoas em ambientes ruidosos e uma entre dez delas experimentaram dificuldades significantes, nesse aspecto.

Os estudos indicaram a prevenção e a reabilitação no sentido de facilitar mais a atividade social de pessoas com problema auditivo. Uma vez que as pessoas com deficiência auditiva tendem a depender de outros sentidos, além de sua audição, é também de suma importância dialogar “face a face”, uma vez que isso facilita a leitura labial contribuindo para que os deficientes auditivos se engajem mais em atividades sociais.