Existem diversos mitos acerca da perda auditiva. Esse mal que atinge 28 milhões de brasileiros de todas as idades, pode afetar drasticamente a qualidade de vida das pessoas. Mas muitos mitos envolvem os problemas de ouvir e não entender, os zumbidos e a perda total. Vamos esclarecê-los

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), 28 milhões de Brasileiros sofrem com algum tipo de problema auditivo. Os fatores que levam a esses dados são inúmeros.

Pode ser por causa de um acidente de trabalho, genética, doenças adquiridas durante a gravidez, infecção na infância ou até mesmo a perda gradativa causada pela exposição excessiva ao barulho.

Se você acha que a dificuldade de escutar só afeta pessoas idosas, está na hora de mudar esse e outros conceitos errôneos. Descubra quais são!

Perda da audição é um transtorno que somente idosos têm

De jeito nenhum! Pessoas de todas as idades podem sofrer com a perda auditiva, pois em alguns casos ela se torna inevitável. Como é o caso de indivíduos que têm moléstias hereditárias. A perda da audição pelo excesso de ruídos também é muito comum.

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 20% das crianças brasileira com idade pré-escolar têm algum tipo de perda auditiva.

Além disso, o levantamento mostra que cerca de 15% da população do país sofre com algum tipo de zumbido.

Meu filho não precisa fazer teste da orelhinha

Do mesmo jeito que o teste do pezinho é essencial para diagnosticar mais de 50 patologias, o teste da orelhinha é primordial para detectar diversas alterações auditivas.

Essa triagem é recomendada nas primeiras 48 horas de vida do bebê, para realizar o diagnóstico precoce de algum problema de audição.

A medida é de suma importância, pois permite que o tratamento seja realizado a partir dos 6 meses da criança, garantindo que ela tenha um desenvolvimento normal.

“Está tudo bem. Minha audição é ruim só em um ouvido”

Não está nada bem! A perda auditiva unilateral pode dificultar sua percepção de onde os sons estão vindo e a compreensão de ruídos.

Portanto, surdez em apenas um dos ouvidos precisa ser tratada. Procure um profissional capacitado para realizar o diagnóstico.

Aparelhos auditivos irão me curar

Com diversas tecnologias disponíveis no mercado é possível utilizar um aparelho auditivo que permite ouvir claramente o que a outra pessoa está conversando com você, mesmo em ambientes com muito ruído.

No entanto, estes dispositivos não irão curar a surdez. Eles são uma das formas mais eficazes de garantir que você ouça as pessoas e o ambiente ao seu redor, e de te garantir uma enorme qualidade de vida.

Sair com os amigos, almoçar com a família e curtir momentos de lazer serão experiências únicas para você.

Meu caso não tem solução

Tem sim! Existem diversos métodos no mercado que são destinados para tratar os mais diferentes graus de perda auditiva.

Graças aos avanços tecnológicos, hoje é possível resolver o problema da perda da audição de forma rápida e precisa.

Entretanto, é indispensável procurar o profissional adequado para tratar o seu caso de forma específica.

Não preciso de tratamento

Já teve dificuldades de conversar e entender aquela pessoa que você ama? Pode ser seu filho, pai, avó, neto ou cônjuge. Se a resposta for sim, é essencial buscar tratar o problema.

Sua perda auditiva pode causar males nesses relacionamentos que são muito importantes para você. Por isso, considere buscar ajuda profissional para tratar.

Zumbido é um processo de perda auditiva

Não tem nada a ver uma coisa com a outra. Existem pessoas que sofrem com zumbido e têm perda auditiva, mas isso não é obrigatório. O que os dois problemas têm em comum é que eles encontram no aparelho auditivo uma forma de aliviar o distúrbio e ouvir muito melhor. Sem interferências.

AGORA VAMOS FALAR DE PREVENÇÃO

Falamos sobre os mitos da perda auditiva e formas de tratar o problema. Mas você sabia que, em alguns casos, é possível prevenir a surdez?

Para isso, basta evitar hábitos que não fazem nada bem para a sua audição. Quer saber quais são? Continue lendo!

Uso de hastes flexíveis para limpar o ouvido

Esses itens podem causar traumas no canal auditivo externo, tímpano, ossículos da audição e até mesmo na orelha interna.

Por isso, o ideal é fazer apenas uma limpeza superficial no canal do ouvido, sem aprofundar-se. Deixe a higienização completa por conta do médico.

Fones de ouvidos são verdadeiros vilões

Escutar música em um volume alto no fone de ouvido faz um mal danado. Isso porque eles causam a perda gradual da audição, podendo levar a surdez.

Caso queira ouvir música, ouça em um volume mais baixo que não te impeça de escutar os ruídos externos e não passe mais de 2 horas seguidas exercendo essa atividade.

Atenção para os ruídos do dia a dia

Já parou para pensar que o barulho da avenida ao lado da sua casa, das máquinas do seu trabalho e do show que você vai todo final de semana podem provocar perda auditiva gradual?

Para evitar que isso aconteça, evite frequentar lugares barulhentos durante horas a fio e use Equipamento de Proteção Individual (EPI), se for preciso.

Tem alguma dúvida? Marque sua consulta com um de nossos especialistas clicando aqui.